Diretor do Sporting detalha agressões: "Vários murros na cabeça, socos e pontapés"

Diretor do Sporting detalha agressões: "Vários murros na cabeça, socos e pontapés"

Miguel Albuquerque, diretor das modalidades do Sporting, garante ter sido alvo de agressões por parte de 15 adeptos do Benfica.

Miguel Albuquerque, diretor de modalidades do Sporting, recorreu às redes sociais para confirmar e detalhar as agressões de que garante ter sido alvo e que foram inicialmente reveladas por Frederico Varandas, presidente leonino, após a derrota leonina frente ao rival Benfica, por 5-0, na Supertaça.

Numa publicação na sua página do Facebook, o dirigente do clube de Alvalade refere que as mesmas foram perpetradas por "15 adeptos do Benfica", quando se dirigia para o carro, no Estádio do Algarve.

"No final do jogo da Supertaça de Futebol, no Estádio do Algarve e quando me dirigia para o meu carro, fui cobardemente atacado por cerca de 15 adeptos do Benfica devidamente identificados com camisola desse clube, que ao me reconhecerem avançaram em grupo desferindo vários murros na cabeça, socos e pontapés! Um ato cobarde de gente sem escrúpulos ao me agredirem a traição e agindo em grupo", explicou Albuquerque, que agradeceu as mensagens recebidas e deixou uma garantia:

"Não será com atos destes que me vão desviar de continuar a ajudar o Sporting Clube de Portugal diariamente a lutar pelos seus objetivos e a defender o clube!", rematou.