Exclusivo Contra-ataque deixa Dortmund de rastos: "A defender, é permeável, é uma casa a arder"

Contra-ataque deixa Dortmund de rastos: "A defender, é permeável, é uma casa a arder"
Frederico Bártolo

Tópicos

Mariano Barreto, campeão europeu em 1997 pelo clube, aponta a mentalidade ofensiva como razão de desequilíbrio. Fernando Meira diz a O JOGO que os alemães são "permeáveis" e que o leão é "favorito"

O Borússia Dortmund leva 40 golos marcados na época e é reconhecido como uma máquina ofensiva, no entanto esse risco com a bola tem gerado problemas defensivos.

Com 29 tentos sofridos em 19 jogos (média de 1,53 por encontro), os alemães só conseguiram manter a baliza intacta quatro vezes e sentem dificuldades nas transições defensivas: 13, ou seja 44,8% dos tentos sofridos, advêm de contra-ataques dos rivais e as maiores perdas de bola acontecem no corredor central, pois 11 dos 21 golos nasceram de passes no corredor central.