Com cláusula de 45 milhões, volta a não contar e está na porta de saída do Sporting

Com cláusula de 45 milhões, volta a não contar e está na porta de saída do Sporting

Fim da carreira de Mathieu abriu expectativas ao canhoto, mas a planificação do Sporting mudou e mais uma vez o defesa de 24 anos está na porta de saída

Ivanildo Fernandes, central canhoto de 24 anos que na última temporada esteve emprestado ao Trabzonspor e ao Rizespor, ambos da Turquia, chegou a estar nos planos do Sporting para a nova temporada, mas a evolução do mercado de transferências e uma nova avaliação da SAD e da equipa técnica de Rúben Amorim deixam-no fora do desenho idealizado do plantel para 2020/21.

Após três épocas na equipa B leonina, uma bem sucedida de empréstimo ao Moreirense e a última com prestações intermitentes na liga turca, o central estava esperançado em finalmente integrar o plantel principal, cenário que foi reforçado teoricamente com o fim da carreira de Mathieu, mas o clube tem agora outros planos.

Feddal está a chegar para o posto de central canhoto e com boas saída de bola que poderia ser de Ivanildo, é desejado mais um jogador para o eixo, e há ainda, pelo menos para já e à espera de movimentações no mercado de transferências, Coates, Eduardo Quaresma, Neto, Ilori e os adaptados Acuña e Borja. Certo é que Amorim pretende seis centrais para haver concorrência pelas três vagas no onze.

Assim, a SAD procura colocação para Ivanildo, que tem mais duas épocas de contrato e vencimento pouco superior a 100 mil euros/ano (tem cláusula de rescisão de 45 milhões de euros). Poderia representar uma opção de baixo custo, da casa, mas há dúvidas de que possa corresponder às exigências após época difícil na Turquia. O mercado ditará o seu futuro, sendo que poderá, até, participar na pré-temporada.