Bruno não quer pernas cortadas: o pedido do jogador e a garantia de Varandas

Bruno não quer pernas cortadas: o pedido do jogador e a garantia de Varandas
Rui Miguel Gomes

Tópicos

Jogador disse que deseja Inglaterra e, neste caso, o Tottenham. Spurs subiram oferta: 45 M€ e variáveis até aos 60 M€. Emissário Steve Hitchen voltou a Londres sem desistir de contratar o atleta.

Bruno Fernandes tomou na sexta-feira uma posição perante os responsáveis pelo futebol leonino sobre as negociações entre o Sporting e o Tottenham, tendo, sabe O JOGO, pedido ao presidente Frederico Varandas para que este não lhe corte as pernas e viabilize a sua transferência para o emblema londrino.

Tudo aconteceu bem cedo na Academia. Aproveitando uma reunião do agente Miguel Pinho com os altos responsáveis do futebol verde e branco a propósito das renovações de contrato de três jovens atletas representados por este - Nuno Mendes e Gonçalo Inácio são dois deles -, Bruno Fernandes, antes do treino, pouco depois das 9h10, sentou-se à mesa com o presidente Frederico Varandas, o diretor-desportivo Hugo Viana, além do respetivo empresário, e expressou de forma cordial a vontade de prosseguir a carreira em Inglaterra, como publicamente já o tinha feito, neste caso no Tottenham. Frederico Varandas, sensível às palavras do capitão de equipa, apurou o nosso jornal, assegurou-lhe que não era sua pretensão "cortar-lhe as pernas", porém pretendia uma oferta razoável, isto dentro daquilo que são os seus parâmetros.

É precisamente aqui que reside o grande ponto de discórdia entre as pretensões do Sporting e a oferta do Tottenham. Inicialmente, na véspera, os spurs colocaram em cima da mesa da SAD 45 milhões de euros (M€) para viabilizar o negócio, mas os leões responderam uma exigência acima dos 70 M€ para libertar o camisola 8. Steve Hitchen, homem de confiança do "chairman" Daniel Levy, que deslocou-se a Lisboa precisamente para acertar os termos de um possível acordo, saiu de Alvalade ciente daquilo que para si e seus pares é um exagero de avaliação. Mas o emissário dos londrinos permaneceu em Lisboa até à hora de almoço, aguardando pelo resultado da reunião antes do treino matinal, da qual não sobressaiu qualquer valor "razoável" nas palavras do líder leonino.

Tottenham sobe oferta para render no limite 60 M€

Foi aí que o Tottenham fez mais uma tentativa. Ao final da manhã seguiu para Alvalade uma nova proposta, mantendo os 45 M€ fixos com uma componente de variáveis que pode levar o negócio para um encaixe financeiro de 60 M€. Frederico Varandas voltou a recusar a oferta, tendo como expectativa a ação de outro agente no mercado, concretamente Jorge Mendes, e as propostas que este poderá trazer. Steve Hitchen regressou então a Londres a seguir ao almoço, mas sem que o negócio e a hipótese Tottenham tenha ficado afastada, ainda que o clube esteja paralelamente a trabalhar noutro tabuleiro chamado Lo Celso, que representa o Bétis - que pediu 70 M€ pelo internacional argentino.

Real Madrid poderá juntar-se a United e PSG

Jorge Mendes, que tem uma parceria estratégica com Miguel Pinho no dossier Bruno Fernandes, é visto como o potenciador de propostas para transferir o internacional português e ontem mesmo terá dado conta do interesse do Real Madrid no jogador, isto quando os merengues, segundo a Imprensa espanhola, estão prestes a concluir a contratação do médio Van der Beek, do Ajax. O Manchester United, que ontem estava igualmente a finalizar a aquisição do central Maguire, poderá avançar de imediato para Bruno Fernandes, cenário oportunamente noticiado pelo nosso jornal. O PSG é outro dos clubes de olho no jogador... mas proposta firme, até ver, só a do Tottenham.