Bruno de Carvalho: "Ricciardi é o estratega disto tudo que se está a passar"

Bruno de Carvalho: "Ricciardi é o estratega disto tudo que se está a passar"

Presidente do Sporting também teceu duras críticas a Álvaro Sobrinho, empresário que detém cerca de 30 por cento da SAD leonina.

Bruno de Carvalho teceu duras críticas a Álvaro Sobrinho e José Maria Ricciardi na conferência de imprensa que o Sporting convocou. O presidente do clube de Alvalade exigiu o pagamento de 300 mil euros à Holdimo e atribuiu o estatuto de "estratega de tudo o que se está a passar ao antigo membro do Conselho Leonino.

"Álvaro Sobrinho era dos homens mais mal falados. Só parou nesta última semana porque passei a ser eu. Tinha o BES, congelamento de contas, problemas em vários países. Agora aparece quase como um herói nacional. Aquilo que ele diz, afinal, tem relevância para a vida do Sporting. Não tivemos relacionamento especial com a Holdimo. Além dos 20 milhões que eles colocaram na altura do Eng. Godinho Lopes, a única coisa que fez foi um encontro que contas que faltavam. A Holdimo já devia há muito tempo ter vendido a sua participação. Não é uma marca ideal para dar nome e prestígio ao Sporting. Não é. Lembro-me que quando fomos buscar Jorge Jesus diziam que era do dinheiro sujo de Álvaro Sobrinho. Seria bom que pagassem o que devem ao Sporting. Era agradável. São cerca de 300 mil euros em dívida há cerca de um ano", afiançou o líder verde e branco, antes de passar a Ricciardi:

"Têm de perceber que durante estes anos aprendi algo sobre hipocrisia. É isso que dizem que líderes têm de ter, têm de ser hipócritas. Isso aprendi. A bem do Sporting, de uma coesão que sempre disse que era estéril e não era real. Há uma parte do Sporting que nos recusa e sempre nos recusará. Ricciardi é o estratega de tudo o que se está a passar. Com promessas nos corredores de entrada de milhões no Sporting. De milhões, em cinco anos, só se viu um acerto de contas de 500 mil euros. De resto, nada", afirmou Bruno de Carvalho, prosseguindo:

"Ricciardi é um sobreviente. Vai passando pelos pingos da chuva nem que tenha a familia toda na cadeia. Quis, com toda a força, assessorar o negócio do empréstimo obrigacionista com o Montepio. Foi por nós estudada a proposta e recusada. A partir daí o Ricciardi entrou numa estala e num 'loop' tremendo de uma campanha vergonhosa. No dia em que lhe foi dito não a um negócio, entrou num 'loop' completo e começou a juntar as suas tropas. São tantos que ele consegue atrair pela perceção de poder que ele tem. Conseguem ter-lhe medo, estamos num clima de terror, nós, direção e administração. (...) Ricciardi é homem de muitas promessas. Quando se renovou com Jorge Jesus ele prometeu 15 milhões ao Sporting para fazer face ao incremento no contrato de Jesus. Estamos à espera até hoje. Ele jurou, 'avancemos sem medo'. 'Juro, sempre cuidarei do Sporting'. Falhou e tivemos de ser nós, direção a daministaração, a trabalhar e a resolver mais esse problema dentro do Sporting", concluiu.