"Bruno de Carvalho não teve coragem de dizer-me o que queria"

"Bruno de Carvalho não teve coragem de dizer-me o que queria"

Octávio Machado falou do relacionamento com o Bruno de Carvalho

"Não sei se foi Bruno de Carvalho, não posso fazer essa acusação não tendo a certeza. É uma acusação grave. Continuo sem saber quem foi o nojento, o porco", disse Octávio Machado quando questionado, esta quarta-feira, sobre quem teria sido o responsável da sua saída do Sporting.

Entrevistado na CM TV, o antigo diretor leonino revelou ainda que outro cargo foi-lhe proposto aquando da saída. "Depois carta que enviei à SAD, reuni-me com um administrador. Queriam que fosse comentador. Perguntaram-me com quem me sentiria mais à vontade, [André] Ventura ou [Pedro] Guerra", contou.

Octávio Machado considera que Jorge Jesus tem hoje uma posição mais fortalecida no seio do Sporting. "Bruno de Carvalho tem ciúmes de Jorge Jesus? Não, mas se tivesse não seria o único. Jorge Jesus é um excelente profissional que arriscou ao vir para o Sporting", adiantou.

Perante a insistência sobre o relacionamento com o presidente, Octávio não foi claro em muitas respostas. " Não gostava do meu trabalho? A mim nunca me disse, nem fez sentir isso. Se o disse nas minhas costas é problema dele. Sai em rota de colisão com cobardes, sem coragem. As pessoas entendem-se a falar. Se queriam alguma coisa de mim, dialogavam comigo"

Questionado se foi traído por Bruno de Carvalho, o ex-dirigente leonino disse: "Não, apenas não foi capaz de dizer-me aquilo que pensava ou o que queria que eu fizesse, olhos nos olhos. É isso que eu esperava. Não acredito que fosse ele na origem das notícias que saíram. Desejava que ele me dissesse aquilo que queria que eu fizesse. Não teve esse coragem e só ele pode dizer porque não o fez"