Beto critica tempo útil de jogo no Marítimo-Sporting: "Temos receio que piore"

Beto critica tempo útil de jogo no Marítimo-Sporting: "Temos receio que piore"

Tem manager dos leões abordou o tema à Sporting TV e lembrou que se disputaram menos de dois terços dos 90'. "Só queremos verdade desportiva", atirou.

Foi pela voz do seu team Manager, Beto, que o Sporting criticou o tempo de jogo útil (56 minutos) que resultou do embate dos leões na Madeira, num dos jogos que fecharam a jornada 23 do campeonato. Para o dirigente, é inadmissível jogar-se menos que dois terços dos 90' totais; pede, também, mais "trabalho" de todos para melhorar o que de menos bom há no futebol português.

"Com o aproximar do final do campeonato, a cada jornada que passa, cada ponto vale ouro. Temos receio que isso piore, o tempo de jogo. É importante meter a mão na consciência, estar alerta para que não volte a acontecer, para que não piorem", explicou o ex-futebolista, concretizando: "Todos, nesta industria, temos de trabalhar muito mais em prol do futebol. Já foi frisado pelos treinadores que o tempo útil é cada vez menor. Ontem, 56 minutos é menos de dois terços e isso só prejudica o espetáculo. Só queremos a verdade desportiva - simples. Não queremos o Sporting beneficiado, nem prejudicado."

A fechar, a promessa de que o Sporting tudo fará para ainda dar alegrias aos seus adeptos até final da época. "Tem sido um ano complicado, atípico e que muitos consideram o ano zero - e deixo à consideração de cada um. Não vamos baixar os braços pois ainda há muito para conquistar. Podem esperar empenho e dedicação máximos", rematou.