Bas Dost: "Pressão? No Sporting substituí Slimani e marquei 30 golos..."

Bas Dost: "Pressão? No Sporting substituí Slimani e marquei 30 golos..."
Bruno Fernandes

Tópicos

Holandês desvaloriza exigência de fazer esquecer Jovic, Haller e Rebic no Eintracht e explica que já viveu algo idêntico em Portugal

É um dos futebolistas que mais saudades deixou em Alvalade: autor de 93 golos em 127 jogos, Bas Dost rumou ao Eintracht Frankfurt no início da época a troco de 7 milhões de euros, tendo então pela frente a difícil missão de fazer esquecer nomes como Luka Jovic, Haller e Rebic, que saíram para Real Madrid, West Ham e Milan, respetivamente. Pressão adicional?

"Não mexeu comigo. Lembro a experiência no Sporting: quando cheguei, o meu antecessor, o Slimani, que foi para o Leicester, marcou 29 golos [n.d.r.: na realidade marcou 31 em 2015/16]. Ou seja, todos esperavam que fizesse mais de 30 golos - e isso sim, é pressão. Se não for, não sei o que é", atirou o ponta-de-lança em conversa com o site "Fussball News", concretizando: "Fiz exatamente isso e marquei 30 golos [36 em 41 jogos]. Não porque tinha receio dos meus concorrentes. Fiz apenas aquilo que sei."

E tudo isto para argumentar os números de 2019/20, os sete golos pelo emblema germânico em 18 jogos. "Infelizmente não consegui mostrar o que queria. Consegui-o em alguns jogos, mas quero ter a oportunidade de mostrar aquilo que sou capaz. Felizmente ainda nos faltam alguns jogos", concluiu.