"Bas Dost é determinante na nossa forma de jogar", lembra Jesus

"Bas Dost é determinante na nossa forma de jogar", lembra Jesus

Jesus lembra qualidades do avançado holandês no rescaldo de mais um jogo em que não pôde contar com o goleador

Segurança da equipa: "Fomos uma equipa muito segura. Os jogadores perceberam que estes jogos não são como jogar para o campeonato. A forma de abordar o jogo é diferente. Claro que é para ganhar, mas temos de ter momentos de jogo em que se percebe que não vale a pena arriscar, porque podemos por a equipa em perigo. Sporting hoje praticamente não perdeu uma bola que pusesse a equipa em perigo em transições rápidas. Temos de saber jogar com estes momentos de jogo."

Ausências de William e Coates: "Tínhamos seis jogadores em risco e sabia que íamos perder alguém. Era difícil não perder nenhum. Trabalhámos para não termos de arriscar os jogadores no corredor central, neste jogo e para o próximo. Eles levaram cartões amarelos em situações fáceis de anular. Uma é o passe o Mathieu, que pôs a equipa em risco. A outra é a entrada de William numa abordagem ao lance que não foi a melhor. Claro que fazem falta. Se jogam mais que os outros é porque fazem falta. Acreditamos que até quinta-feira possamos recuperar Bas Dost, André Pinto e talvez o Piccini. Vamos com três jogadores que hoje não estavam aqui."

Momento do futebol português: "Todos somos agentes do futebol e todos temos de ter muito cuidado. Estou a falar numa competição europeia e temos de nos resguardar nos nossos problemas. Vamos discuti-los no próximo jogo. Vamos valorizar este jogo do Sporting, a vitória, os pontos para o ranking. Não vamos desvalorizar as coisas boas do nosso futebol."

Compreensão dos adeptos: "Sporting hoje fez um excelente jogo, em todos os momentos. Adeptos sempre acarinharam a equipa. No jogo com Moreirense pôs-nos nervosos, mas sempre estiveram com a equipa e sempre vão estar. Adeptos, em geral, pensam que equipa tem de ganhar primeiro jogo para ir segura para o segundo jogo. Todas as equipas podem perder em casa, ganhar fora. Adeptos do Sporting estivaram muito bem, com a equipa. Claro que equipa teve momentos em que não esteve tão bem, mas no jogo todo esteve brilhante."

Equipa jogou, no início, como se estivesse o Bas Dost na frente: "Já temos ideia de jogo e Bas Dost é determinante na nossa forma de jogar pelos corredores. Sabíamos que não era assim. Passámos ideia de cruzamento-passe, exatamente porque não tínhamos o Bas Dost. Ele é determinante na nossa forma de jogar pelos corredores. É finalizador de grande categoria na área. Não há muitos jogadores como ele. Sem Bas Dost temos de ter outra forma de jogar. Fizemos mais na segunda parte, com outros posicionamentos."