Exclusivo Arranque no Sporting deixou dúvidas, mas Rúben Amorim fulmina a concorrência

Arranque no Sporting deixou dúvidas, mas Rúben Amorim fulmina a concorrência
Rafael Toucedo

Tópicos

Em 2019/20 falhou ao perder o terceiro lugar e o acesso direto à fase de grupos da Liga Europa, mas mesmo contabilizando esse período bate as pontuações obtidas por FC Porto, Braga e Benfica.

O arranque de Rúben Amorim ao comando da equipa do Sporting deixou algumas dúvidas, pois na reta final de 2019/20 perdeu o terceiro lugar para o Braga e com isso o acesso direto à fase de grupos da Liga Europa, mas considerando os seus 31 jogos no campeonato desde que assumiu à 24.ª jornada da última temporada os seus números fulminam os da concorrência.

O jovem técnico soma 75 pontos em 93 possíveis no citado período, mais oito que os 64 do FC Porto (campeão da última época e com menos uma partida na atual, pelo que não tem hipótese de alcançar na mesma o registo de Amorim) e mais 15 e 17 que os 60 e 58 de Braga e Benfica, respetivamente. Nos três rivais que compõem atualmente a concorrência, convém referir que Sérgio Conceição se mantém ao leme dos dragões, o próximo rival na I Liga, mas Braga e Benfica mudaram de técnicos: no caso das águias, Bruno Lage e Nélson Veríssimo dividiram-se antes de Jorge Jesus regressar, enquanto no Minho, Custódio e Artur Jorge antecederam a Carlos Carvalhal.