Anthony Walker vai ter chance de ouro no Sporting

Anthony Walker vai ter chance de ouro no Sporting
Bruno Fernandes

Tópicos

Guarda-redes tem impressionado nos treinos e pode vir a ser terceira opção para a baliza na próxima temporada

Presença esporádica nos treinos da equipa principal antes da "explosão" do novo coronavírus, Anthony Walker transformou-se num integrante de pleno direito do grupo de elite leonino e as suas qualidades têm impressionado Rúben Amorim e toda a estrutura de futebol. De acordo com o que O JOGO apurou, o guarda-redes, de 19 anos, pode garantir vaga no plantel para 2020/2021, neste caso como terceira opção para a baliza.

Numa lógica de crescimento sustentado e sem pressão de resultados imediatos, o costa-riquenho poderá "beber" dos métodos de trabalho da equipa principal e evoluir à sombra de Luís Maximiano e de um segundo guarda-redes - a contratar - cuja principal valência será a experiência. Este último papel até poderá ser desempenhado por Renan, o atual suplente de Max, embora, como o nosso jornal oportunamente noticiou, a SAD não descarte negociar o guarda-redes brasileiro caso chegue uma boa proposta no defeso.

Com este ainda a realizar trabalho de reforço muscular para debelar problemas físicos e com Diogo Sousa a enfrentar um futuro incerto (ver caixa), Walker tem boas hipóteses de tornar-se um nome habitual nos convocados do Sporting ainda na presente época.

Comparado a Keylor Navas na Costa Rica, Walker é um produto da Academia Sporting de Alajuela, inaugurada em março de 2017. Com 17 anos, o guarda-redes viajou até Portugal para um período à experiência na Academia e, quando completou 18 anos, mudou-se definitivamente para Lisboa com um lugar reservado nos juniores leoninos. Já esta temporada, após ter disputado sete jogos pelos sub-19, Walker subiu ao plantel dos sub-23, onde somou dois desafios antes de ser promovido por Rúben Amorim. Está a crescer.