André Geraldes: "Caso ao qual sou completamente alheio"

André Geraldes: "Caso ao qual sou completamente alheio"

Diretor de futebol do Sporting nega envolvimento no alegado esquema de corrupção montado na última época para levar a equipa de andebol ao título.

André Geraldes reagiu às notícias que dão conta do seu envolvimento no alegado esquema de corrupção montado na última época para levar o Sporting ao título de andebol. O diretor de futebol do Sporting, que o Correio da Manhã diz ser o coordenador "de toda a batota", afirma estar de consciência tranquila e diz-se alheio ao caso.

"Hoje fui surpreendido por notícias caluniosas que envolvem o meu nome. Estou de consciência absolutamente tranquila, confio plenamente na minha equipa e estou focado na tarefa de preparar o futebol profissional do Sporting Clube de Portugal para a final da Taça de Portugal e para a próxima época", começou por dizer André Geraldes no Facebook.

"Nada nem ninguém me vai desviar do rumo traçado. Nada tenho a esconder e estou inteiramente disponível para colaborar no apuramento de toda a verdade de um caso, em relação ao qual sou completamente alheio", terminou.

Na sua edição desta terça-feira, o Correio da Manhã revela alegadas irregularidades cometidas para viciar o campeonato 2016/17 a favor do Sporting, que acabou por conquistar o título, entretanto revalidado já esta época. Segundo o jornal, o alegado esquema de corrupção no andebol envolvia "a compra de equipas de arbitragem, quer para os leões ganharem, quer para o FC Porto, com o qual disputaram o campeonato até ao fim, perder" e abrangeu a época de 2016/17.

O CM cita conversas e trocas de mensagens de voz entre empresários, na aplicação da internet WhatsApp, e que segundo o jornal "mostram como André Geraldes, hoje diretor de futebol do Sporting, coordenava toda a batota".