Rúben Amorim sobre Slimani e Paulinho: "Continua a ser o avançado que quero..."

Rúben Amorim, treinador do Sporting

 foto LUSA

Declarações de Rúben Amorim, treinador do Sporting, em conferência de Imprensa de antevisão à final da Taça da Liga, frente ao Benfica (sábado, 19h45).

Importância de vencer a competição para o que falta da temporada? "Não penso que vá condicionar assim tanto. Sabemos que estamos um clube grande que tem de vencer títulos. Estamos na final, tudo pode acontecer, estou muito confiante que vamos vencer. Aconteça o que acontecer teremos as próximas competições. Ganhando não muda nada, acabou, vai para o museu, preparamos o resto. Se não acontecer, da mesma maneira, há o desgosto de não ganhar mais um troféu, em vez de ganhar quatro troféus em ano e maio, serão três. A vida continua e a preparação do resto da época continuará tudo igual. Queremos vencer o jogo. trazer mais um troféu para o clube e seguir a nossa vida."

Benfica: "O jogo lá foi muito difícil, matámos quando tínhamos de matar nesse jogo, não sofremos golos, lembro-me do nosso segundo golo o João Mário esteve à frente da nossa baliza e o Adán defendeu, às vezes é muito mais difícil do que parece. São treinadores diferentes, com ideias diferentes, o mais notório é o sistema. Têm usado 4x4x2, podem usar 4x3x3, acho que vão usar 4x3x3, são dinâmicas diferentes, alguns jogadores diferentes. Nós achamos que mudando os jogadores, muda muito a forma de jogar mesmo dentro do mesmo sistema. Fizemos a mesma preparação, olhámos para o que aconteceu, até para o jogo de há dois anos, que o Veríssimo fez contra nós e que ganhou, nós ficámos fora da Liga Europa, olhámos para tudo."

Slimani? Paulinho? "Em relação ao Paulinho já disse o que tinha a dizer sobre o lance, falhou num dia, vai marcar noutro. Já falhou noutros dias, já fez hat-trick noutro. Continua a ser, para mim, o melhor avançado português, o avançado que quero para a nossa equipa. O que acontecer no mercado, cá estarei daqui a uns dias para explicar todas as situações."

Vai ser mais fácil ou difícil do jogo do campeonato? "Todos os jogos têm a sua história, não vai ser mais fácil nem mais difícil. Depende se estivermos inspirados, se o Benfica estiver inspirado, do que acontecer nos primeiros lances. É um jogo totalmente diferente do jogo do campeonato, decide um título e isso mexe com todos os jogadores, o que esperamos é vencer.

Regresso de Daniel Bragança e Porro. Estão aptos para a final? "Sim, estão os dois aptos. Quem é convocado pode ir a jogo, quer no banco quer a titular, sabendo que obviamente o Porro teve uma paragem mais prolongada, o Dani não tanto, tudo entra nas contas quando escolhemos o onze, mas estão os dois aptos para ir a jogo."

Mercado: "Em relação ao mercado, volto a dizer, daqui a uns dias fecha o mercado e cá estarei para responder às perguntas da forma que eu entender. Mas como nunca tive muitos problemas em explicar as coisas, tudo será feito de acordo com o que é melhor para toda a gente, dentro da minha ideia. Eu falho muitas vezes, mas tudo o que for feito será de acordo com o que achamos ser o certo para o Sporting, tendo em conta tudo. O futuro dos jogadores, da equipa, do projeto, sempre foi assim desde que estamos cá."