Amorim: garantia sobre o futuro, comentário sobre a ANTF e FC Porto como inspiração

Rúben Amorim, treinador do Sporting

 foto LUSA

Treinador do Sporting admite que baseou alguns elementos do seu trabalho no de Sérgio Conceição e, sobre o futuro, assegura: "Vou ser treinador do Sporting, tenho contrato, sinto-me muito feliz aqui

Sobre o futuro: "Vou ser treinador do Sporting, tenho contrato e sou muito feliz aqui."

Críticas da ANTF ao longo da época: "Não vivo a vida a dar chapadas de luva branca ou a vingar-me de alguém. Mas que por vezes me deixou chateado, deixou, acabou por ter um peso, porque também sou humano e sinto as coisas. É algo que deixo para trás, eu não sou associado da ANTF, não me interessa se" dizem bem ou mal de mim, defendem os treinadores deles, isso é natural. Não sou associado e nunca serei."

Mais jogadores campeões: "Vamos estrear o André Paulo, nosso terceiro guarda-redes, isso vai acontecer de certeza. Fico feliz por isso, é mais importante para mim que sejam todos campeões do que bater recordes."

Inspiração em elementos do FC Porto: "Bolas paradas no aquecimento? Vimos o FC Porto fazer contra nós e achámos boa ideia. Percebemos que fazia todo o sentido. Se puder roubar coisas a outros treinadores, é o que farei. [risos] A nossa equipa foi muito forte nas bolas paradas. Mérito do Carlos, do Adélio e do Emanuel [membros da equipa técnica], não tanto meu. No aquecimento, foi o que vimos o míster Sérgio Conceição fazer. Vimos na Taça da Liga e faz todo o sentido."