Ainda o Batuque FC: os jogadores no protocolo e nada de Jovane

Ainda o Batuque FC: os jogadores no protocolo e nada de Jovane

Bruno de Carvalho afirmou que Jovane Cabral está no Sporting graças ao já famoso protocolo.

O nome Batuque FC veio à baila na conferência de imprensa de Frederico Varandas na passada sexta-feira. O presidente do Sporting falou de um protocolo assinado com o clube de Cabo Verde e com um direito de preferência sobre sete jogadores não identificados.

Bruno de Carvalho afirmou depois, em declarações ao Jornal de Notícias, que Jovane Cabral estava no clube leonino graças a esse protocolo, o que, sabe O JOGO, não é verdade. Fabricio Kone, Admirson Soares, Walter dos Santos Waxel, Widilton Santos Waxel, Kevin Patrick Alves Fortes, Junior Jorge Coelho da Cruz e Julmiro da Silva eram os jogadores pré-identificados. Jovane não está entre eles. Mais: chegou ao clube em 2014, antes de o contrato ser celebrado, oriundo do Grémio Nhagar.

"O Batuque existe e pagámos 330 mil euros. Só que, por exemplo, ao abrigo desse protocolo veio um menino que vai valer milhões e que se chama Jovane Cabral. O protocolo era fazerem-nos o scouting em Cabo Verde", explicou.

Refira-se que em janeiro de 2018 foi solicitado pela Administração da SAD ao departamento jurídico uma minuta de acordo de resolução daquele contrato. Não obstante esse pedido, o valor de 330 mil euros foi liquidado em maio de 2018 e nunca foi restituído.