Adjunto de Amorim defende Adán: "Tem feito jogos fantásticos e hoje teve azar"

Adjunto de Amorim defende Adán: "Tem feito jogos fantásticos e hoje teve azar"

Carlos Fernandes enalteceu a reação do Sporting face à desvantagem no marcador, "desculpabilizou" o guardião do líder invicto da Liga NOS no lance do segundo golo e desvalorizou a eventual aproximação do perseguidor FC Porto

Análise: "Foi um bom jogo da nossa parte. Tivemos muitos ataques, remates, lances de golo, mas com manifesta falta de sorte, um penálti falhado... Há que realçar a entrega dos jogadores, uma equipa jovem que consegue reagir nas adversidades. Connosco, será sempre assim até ao último minuto, esteja 1-0 ou 2-0 para o adversário. De realce também o espírito de entreajuda de quem entrou no desafio".

Intranquilidade com desvantagem: "Não sinto que tenha intranquilizado. É normal que os jogadores, jovens, possam sentir um pouco mais o momento, mas a equipa manteve-se unida, ofensiva, confiante com bola, pôs o Belenenses lá atrás. Eles tiveram poucos remates e nós mantivemos a nossa toada ofensiva.

Ação do Adán no segundo golo: "Tem feito jogos fantásticos e hoje teve azar na decisão tomada. Há que realçar a tranquilidade dada depois do golo, metendo a bola no meio-campo e dizendo aos jogadores para avançar.

FC Porto reduzir desvantagem: "Para nós, não tem impacto nenhum. O nosso foco é vencer o próximo jogo. Se tivermos quatro, três ou a um ponto, não muda nada."