SAD do Santa Clara reage: todos os elementos da equipa técnica "têm contrato"

SAD do Santa Clara reage: todos os elementos da equipa técnica "têm contrato"
Redação com Lusa

Tópicos

Mário Silva, recorde-se, admitiu a saída do comando técnico da equipa.

A SAD do Santa Clara lembrou esta terça-feira que todos os elementos da atual equipa técnica "têm contrato" com o clube, depois de o treinador Mário Silva ter admitido a saída dos açorianos.

Num comunicado enviado às redações, em que o Santa Clara desmente a contratação de um olheiro, a SAD insular, liderada por Ismail Uzun, realça que todos os membros da equipa técnica estão sob contrato. "Aproveita a oportunidade a Santa Clara Açores - Futebol SAD, e face às últimas notícias em torno do futuro da equipa técnica da sua equipa profissional, para informar que todos os elementos que constituem o nosso corpo técnico têm contrato com a nossa sociedade desportiva", lê-se na nota de imprensa.

No sábado, o treinador Mário Silva admitiu a saída do comando técnico do Santa Clara, lamentando que a direção dos açorianos tenha recuado na renovação do contrato para a próxima época.

Na conferência de imprensa depois do desaire sofrido no terreno do Sporting, por 4-0, na 34.ª e última jornada do campeonato, Mário Silva realçou que tinha "total abertura e disponibilidade para renovar", tendo mesmo chegado a acordo verbal para o mesmo. "Quando dou a minha palavra, dou mesmo. Honrei a minha palavra até hoje. Há uma semana, fechámos acordo e só faltava formalizar, com a assinatura do presidente. Até hoje, não assinou. Foi adiando de dia para dia e saíram notícias de novos investidores, que tinham como objetivo trazer um novo treinador. Provavelmente, foi por isso que nunca surgiu a assinatura do presidente", acusou o treinador portuense, de 45 anos.

Em 10 de janeiro, aquando do anúncio da contratação, foi revelado que Mário Silva assinara um contrato válido até ao final da época desportiva, com outra de opção.

O treinador pegou na equipa a meio da temporada e efetuou um total de 18 partidas, nas quais somou cinco vitórias, nove empates e quatro derrotas, uma delas nas meias-finais da Taça da Liga, tendo terminado a I Liga no sétimo posto, com 40 pontos somados.