"Sabemos que perdemos elementos importantes e vamos ter de colmatar essas perdas"

"Sabemos que perdemos elementos importantes e vamos ter de colmatar essas perdas"
Redação com Lusa

Tópicos

Declarações de Clemente Ventura, diretor técnico do Santa Clara, no dia em que os açorianos começaram a preparar 2022/2023

O objetivo do Santa Clara para a temporada 2022/23 é "consolidar" a equipa na Liga Bwin e formar um "grupo competitivo", apesar da perda de "elementos importantes", afirmou hoje o diretor do clube açoriano.

Em declarações à agência Lusa, no dia em que o Santa Clara arrancou a época com os exames médicos, o diretor técnico Clemente Ventura considerou "fundamental fortalecer o clube e a região" no principal escalão do futebol nacional.

"O objetivo é consolidar e estabilizar a equipa na Liga Bwin. Isso é sempre o mais importante. Vamos com as bases da época passada no que toca à equipa técnica e temos de disputar todos os jogos da mesma maneira. Tudo o que vier [depois] vem sempre por bem e por acréscimo", afirmou.

Não revelando o orçamento da equipa para 2022/23, Clemente, antigo avançado dos açorianos, lembrou que o clube, que vai partir para a quinta época consecutiva na Liga Bwin, é um "vendedor e valorizador de ativos".

"Sabemos que perdemos elementos importantes e vamos ter de colmatar essas perdas e formar um grupo competitivo e forte, como temos feito nos últimos anos", destacou.

Contudo, o diretor considerou "normal" continuarem a existir entradas e saídas no plantel às ordens do treinador Mário Silva.

"O mercado está aberto por mais dois meses e é a realidade do futebol. Queremos ser competentes e competitivos em todos os setores e coletivamente. Vamos procurar até ao fim consolidar um grupo de trabalho muito forte", realçou.

Depois de na temporada passada o Santa Clara ter tido quatro treinadores e várias mudanças na estrutura, o dirigente destacou que é preciso "corrigir erros" e garantir "estabilidade ao grupo de trabalho".

"Os erros corrigem-se trabalhando diariamente. Estabilidade ao grupo de trabalho, desde o trabalho diário aos jogos, isso para nós é prioridade", afiançou.

E concluiu: "as pessoas da região merecem continuar a ver o Santa Clara nos maiores palcos do futebol português. As coisas só se conseguem com muito trabalho e não tenho dúvidas que este grupo vai fazer o máximo para ser cada vez melhor".

Para a temporada 2022/23, o Santa Clara, que terminou a última edição da Liga Bwin no sétimo lugar, já assegurou as contratações do lateral Tomás Domingos (proveniente do Mafra), do médio Martim Maia (ex-Amora) e agora de Ricardo Silva.

Em sentido inverso, já abandonaram o clube açoriano os atletas Nené, Lincoln, Cryzan, Villanueva e Bouldini.