Mário Silva: "A partir de hoje, o nosso objetivo passa por ficar invictos até ao final"

Mário Silva: "A partir de hoje, o nosso objetivo passa por ficar invictos até ao final"

Declarações de Mário Silva, treinador do Santa Clara, na zona de entrevistas rápidas, após a derrota na visita ao FC Porto (3-0), na 28ª jornada da Liga Bwin

Jogo: "O nosso objetivo era contrariar o poderio do FC Porto em casa, sabíamos que ia ser difícil. Até ao primeiro golo, com algumas abordagens na nossa baliza, não me lembro de uma oportunidade de golo. Conseguimos chegar algumas vezes à baliza do FC Porto, mas depois de sofrermos aqueles dois golos em cima do intervalo, dificultou ainda mais, o jogo ficou mais facilitado para o FC Porto. A partir daí, sabíamos que ia ser muito difícil ganhar pontos. É de realçar que os jogadores fizeram aquilo que nós pedimos, por isso a responsabilidade é minha, fizemos aquilo que tínhamos de fazer para contrariar mas não conseguimos. Sofremos dois golos de bola parada e depois acabámos por, com um erro nosso, facilitar a vida ao FC Porto".

Ausências de Anderson, Morita Cryzan e Rafael Ramos (na segunda parte): "Normalmente temos soluções para as baixas. É lógico que, enquanto treinador, queria ter o máximo de opções, de forma a ter o máximo de variabilidade possível no nosso jogo, mas temos de ressalvar aqueles jogadores que jogaram e que substituíram esses e que fizeram tudo para contribuir o melhor possível para a equipa. Não nos lamentamos com as ausências, queremos olhar para o próximo jogo, temos de somar o máximo de pontos possível até ao final".

Santa Clara sofreu apenas a segunda derrota nos últimos 12 jogos: "Nós queremos é que não exista mais derrotas até ao fim, é esse o nosso objetivo. Sabemos que temos jogos muito difíceis, em que tudo pode acontecer. O nosso objetivo era, antes deste jogo, termos sido derrotados somente no Estádio da Luz, a partir de hoje passa a ser estarmos invictos até ao final. Não conseguindo vitórias, queremos somar pontos. É de ressalvar que nos últimos jogos desta segunda volta, apenas perdemos com grandes do futebol português".

Reencontro com Fábio Vieira e Vitinha: "Hoje foi com tristeza, ajudaram a equipa deles a derrotar o Santa Clara, mas estou muito feliz com o sucesso deles e dos outros. Fiz parte de um processo de formação e vermos os nossos jogadores a triunfar, a serem jogadores importantes nos clubes e nas seleções nacionais, deixa-me orgulhoso e desejo que continuem a ter sucesso, porque fazem por isso e merecem"