As seleções estão de volta e o Santa Clara vive momento histórico

As seleções estão de volta e o Santa Clara vive momento histórico

Nunca os açorianos tiveram tantos jogadores chamados em simultâneo para compromissos internacionais.

A bater recordes no campeonato e a realizar uma campanha que lhe vale uma posição tranquila na classificação da I Liga, em época de regresso ao convívio dos grandes, o Santa Clara conseguiu mais um novo máximo: o de jogadores do clube chamados em simultâneo a jogos de seleções nacionais: cinco.

O guineense Mamadu Candé, o eslovaco Martin Chrien, o gabonês Malick Evouna, o salvadorenho Dennis Pineda e o panamiano Alfredo Stephens são os atletas em causa e que vão estar ausentes dos treinos dos açorianos.

Chrien foi convocado pela Eslováquia para os embates de qualificação do Euro"2020 frente à Hungria (dia 21) e ao País de Gales (dia 24), enquanto Mamadu foi chamado para o jogo da qualificação para a CAN"2019 entre Guiné-Bissau e Moçambique (dia 23). Para a mesma competição africana, Malick Evouna vai representar o Gabão frente ao Burundi (dia 23).

Pineda e Alfredo Stephens, mesmo lesionados, foram chamados às respetivas seleções. O salvadorenho para o jogo com a Jamaica (qualificação da CONCACAF, no dia 24), o panamiano para o particular frente ao Brasil que se realiza no Estádio do Dragão, no dia 23.

João Henriques, treinador do Santa Clara, sublinha que estas chamadas evidenciam a qualidade do grupo de trabalho: "Temos cinco internacionais que estão a sair para as seleções principais. Isso revela que há qualidade individual e que o trabalho de potenciamento está a ser bem feito."