Ismail Uzun põe SAD do Santa Clara em tribunal

 foto Eduardo Costa/Lusa

O empresário turco quer assumir os 46,7 por cento que detinha na sociedade e avançou para uma ação judicial

O empresário Ismail Uzun avançou com um processo judicial, no Tribunal de Ponta Delgada, contra a Santa Clara SAD, a Portadmiral e a Azul Internacional. O objetivo de Uzun é ser reconhecido como acionista, depois de o acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa ter suspendido as deliberações da AG de 31 de outubro de 2016, na qual foram declaradas perdidas as ações de Mário Batista, antigo líder do clube e da sociedade, a favor da SAD, títulos que posteriormente foram vendidos à Portadmiral e, depois, à Azul Internacional.

O acórdão, que suspendeu a decisão do Tribunal de Ponta Delgada de indeferir a providência cautelar, reconheceu a venda das ações do ex-presidente da SAD ao empresário turco e, com base nesta decisão, Uzun pretende assumir os 46,7% que detém na SAD.