Grupo do Canadá quer comprar o Santa Clara

Grupo do Canadá quer comprar o Santa Clara

Presidente do clube açoriano confirma negociações entre os atuais sócios maioritários da SAD do Santa Clara e o Grupo 2020 ​​​​​​​Sports, para a aquisição de 48,6 por cento das ações.

O Grupo 2020 Sports, constituído por um grupo de investidores oriundos do Canadá, está em negociações para a aquisição dos 48.6% das ações que pertencem à Azul Internacional, acionista maioritária da SAD do Santa Clara, o que poderá ajudar a solucionar as relações tensas entre os sócios maioritários e os dirigentes do clube açoriano.

Artur Moraes, antigo guarda-redes brasileiro que jogou, entre outros, no Braga, Benfica e Aves, representa o grupo e confirmou as negociações com o empresário singapuriano Glen Lau, da Azul Internacional: "Estamos muito próximos de fechar o acordo". "Esperamos chegar a bom porto no final desta semana", disse aquele que poderá vir a ser o CEO da SAD açoriana em representação do Grupo 2020 Sport. Ao mesmo tempo, Artur Moraes adiantou que está a ser negociado com o clube um acordo de parceria com o objetivo de "devolver o Santa Clara aos açorianos, que irá envolver-se no projeto". Moraes adianta ainda que "o principal objetivo é desenvolver o clube, devolver o clube aos açorianos e levá-lo aos principais palcos europeus".

O presidente do Clube Desportivo Santa Clara confirmou ter recebido uma nova proposta de parceria do Grupo 2020 Sports, depois de ter sido rejeitada uma anterior. Contudo, Ricardo Pacheco avança que qualquer decisão apenas será conhecida em julho. "Nenhuma decisão será tomada que não passe pela deliberação dos sócios em assembleia geral do clube que será realizada no dia 12 de julho", revelou o dirigente. Recorde-se que o clube tem apenas 40 por cento da SAD açoriana.

Artur Moraes, que esteve ao serviço do Benfica de 2011/12 a 2014/15, por quem foi duas vezes campeão nacional, foi CEO da SAD do Alverca até dezembro passado, tendo estado na fundação dessa sociedade desportiva.