Presidente do Rio Ave à partida para a Bósnia: "Como dizia o Scolari..."

Presidente do Rio Ave à partida para a Bósnia: "Como dizia o Scolari..."
Ana Luísa Magalhães

Tópicos

António Silva Campos falou aos jornalistas no Aeroporto Francisco Sá Carneiro antes da partida para a Bósnia, onde, na quinta-feira, o Rio Ave defronta o Borac.

Perspetivas para a eliminatória: "A nossa esperança é muito forte, será um jogo difícil contra uma equipa já habituada às competições europeias, mas nós também já temos experiência. Não podemos desvalorizar o adversário".

Eliminatória a uma só mão: "Imaginando que o resultado é menos positivo... Teríamos oportunidade de retificar em casa, assim não. Como dizia o Scolari, é o 'mata-mata'. Favoritismo? Temos que respeitar o adversário, sabemos que é uma equipa aguerrida, com jogadores lutadores".

Vontade de chegar à fase de grupos: "É verdade, temos esse objetivo, o sorteio não foi muito favorável, além de jogarmos fora mais uma vez temos depois o Besiktas, com um orçamento que nem se compara ao nsoso. Temos de acreditar. Estamos focados neste jogo, depois poderemos demonstrar o que valemos no próximo".