Uribe: "Deixámos a fasquia muito alta, mas queremos bater o recorde"

Uribe: "Deixámos a fasquia muito alta, mas queremos bater o recorde"

Declarações de Matheus Uribe, médio colombiano do FC Porto, numa entrevista divulgada esta terça-feira pelos dragões.

Nova camisola principal: "Isto sempre caracteriza o FC Porto. O equipamento está bonito, dá gosto vesti-la e jogar. Não vejo a hora de tê-lo vestido no campo."

Expectativas para 2022/23: "Estamos preparados para abordar esta nova época da melhor maneira. Sabemos que deixámos a fasquia muito alta na época 2021/22, fizemos 91 pontos, um recorde que queremos bater nesta nova temporada e esperemos que esta camisola nos traga muita sorte e muitos êxitos."

O que foi importante na época da dobradinha que não pode faltar na próxima temporada: "Creio que a união que nos carecterizou, o trabalho que dia após dia nos fortaleceu. Neste grupo, cada um sabia a grande responsabilidade que tinha, mas sem deixar de lado o seu companheiro e consciente de que todos éramos muito importantes para um fim comum que levantar troféus."

A lesão na reta final e a ida aos Aliados: "Não ter podido jogar os últimos jogos da época doeu-me um pouco, mas ter aquela noite magistral nos Aliados foi algo que nunca vou esquecer, tanto eu como os meus filhos, que puderam viver isso comigo. É algo maravilhoso, o significado do FC Porto e o que nos faz sonhar e viver."

Ambição nas competições europeias: "Gostaria de, no final da época, estar num torneio internacional a realizar um desempenho importante, para não dizer levantar um troféu internacional. Seria maravilhoso se estes adeptos recordassem esta camisola com um título muito importante, batendo o recorde da liga e, no que sempre caracteriza o FC Porto, batalhar por todos os títulos. Que esta camisola seja respeitada em todo o mundo."