Um mês para Luís Gonçalves

Director geral do FC Porto foi castigado pelo Conselho de Disciplina federativo injúrias ao quarto árbitro no jogo com o Braga.

Luís Gonçalves, director geral da SAD do FC Porto, cumprirá 30 dias de suspensão, por injúrias a Tiago Antunes, o quarto árbitro do jogo com o Braga (1-1). A decisão do Conselho de Disciplina (CD) baseia-se no relatório do árbitro Hugo Miguel e remete para palavras do dirigente portista no túnel de acesso aos balneários, depois da expulsão de Brahimi. O atacante do FC Porto foi punido com dois jogos de suspensão.

De acordo com o comunicado do CD, difundido esta terça-feira, Luís Gonçalves é punido por "injúrias e ofensas à reputação da equipa de arbitragem". "No túnel de acesso aos balneários, dirigiu-se ao quarto árbitro exaltado e a gritar: "Nós sabíamos o que vinhas tu para aqui fazer, nós vamos conversar mais tarde, a tua carreira vai ser curta"". lê-se no comunicado do CD.