Conceição após o dérbi: "Um menino de 17 anos bateu-se como um homem"

Conceição após o dérbi: "Um menino de 17 anos bateu-se como um homem"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Sérgio Conceição falou à SportTV na flash interview após o Boavista-FC Porto (0-1).

Estreias e jogadores não convocados: "Sabemos o que temos no plantel. Não é este jogo que me vai dar mais confiança ou fazer mudar de ideias em relação aos jogadores. O que eu conheço deles e o que vejo nos treinos é que determina as escolhas. Não estou surpreendido com a resposta dos que jogaram. O Loum deu uma excelente resposta, como esperava; o Fábio Silva - para dizer os que entraram e não têm tantos minutos no campeonato - exactamente igual, um menino de 17 anos bateu-se como um homem; o Diogo Costa com uma tranquilidade enorme.Estou tranquilo em relação às minhas escolhas. Falo dos jogadores que estão cá hoje. Não é o momento ideal para falar disso [alegado processo disciplinar a Uribe, Marchesín, Saravia e Luis Díaz]."

Plantel dá garantias: "Tenho um plantel que me dá garantias. Conto com todos, já dei provas disso. Independentemente de ter 17 ou 35 anos. O que conta é a competência, o que cada um faz nos treinos e, tendo em conta o profissionalismo e a determinação diária de cada um, escolho o melhor onze em função do jogo e do momento."

Análise: "Esperávamos um jogo difícil, contra uma equipa que joga de forma muito direta, que tem jogadores muito combativos e agressivos. Além de ser um dérbi histórico para a cidade do Porto, sabíamos que era uma equipa competitiva e que só tinha perdido a invencibilidade há uma semana. Fizemos um bom jogo, controlámos e criámos 3/4 ocasiões para matar o jogo. Estávamos preparados para as saídas rápidas do Boavista e para os espaços que os alas tentam arranjar atrás da linha defensiva. Mas praticamente anulámos isso e depois foi um jogo maduro e controlado. É uma vitória justificadíssima."