Treinador do FC Porto garantido na final da Taça de Portugal

Treinador do FC Porto garantido na final da Taça de Portugal
António Barroso

Tópicos

Decisão do processo pode ultrapassar data do jogo e tem opção de recurso com efeito suspensivo. Comissão de Instrutores refere comportamento incorreto e não confirma tese de agressão.

A presença de Sérgio Conceição no banco do FC Porto na final da Taça de Portugal, marcada para sábado, no Estádio Nacional, frente ao Sporting, está garantida, independentemente da decisão do processo disciplinar.

Atendendo aos trâmites habituais, o processo disciplinar hoje instaurado ao técnico portista poderá não ficar concluído antes da realização da partida e, mesmo que isso acontecesse, apurou O JOGO, será sempre passível de recurso, sendo que o mesmo tem efeitos suspensivos.

Recorde-se que o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol instaurou hoje um processo disciplinar a Sérgio Conceição na sequência dos incidentes no final da partida entre o FC Porto e o Sporting, da 34.ª jornada da I Liga, em que o treinador portista esteve envolvido.

O processo surge com base num auto por infração levantado pela Comissão de Instrutores da Liga de Clubes, onde, apurou O JOGO, não é considerada de forma clara e inequívoca qualquer agressão protagonizada por Sérgio Conceição, enquadrando o incidente como comportamento incorreto do treinador. No entanto, o CD entende que esse comportamento e as responsabilidades do técnico portista devem ser averiguadas pela via regulamentar.

Este processo começa com uma participação do Sporting à Liga contra Sérgio Conceição, na sequência dos acontecimentos verificados na derradeira jornada da liga, no clássico do Estádio do Dragão. Nessa sequência, o FC Porto anunciou que não faria qualquer queixa contra Petrovic, médio do Sporting, que esteve envolvido com o Corona no "sururu" que resultaria na expulsão do mexicano.