"Tinha que mexer na equipa ou arriscava terminar a primeira parte em inferioridade numérica"

"Tinha que mexer na equipa ou arriscava terminar a primeira parte em inferioridade numérica"

Declarações de Sérgio Conceição no final do Sporting-FC Porto (1-1) da quinta jornada da Liga Bwin

A primeira parte: "Sentiu-se alguma intranquilidade da equipa, a ver perder bolas em zonas proibidas, já que o Sporting deixa três homens na frente preparados para contra-atacar. Foi a partir de erros individuais que o adversário teve ocasiões para fazer golo."

Melhoria: "Na segunda parte, foi diferente, estivemos mais organizados, compactos, coesos e a perceber melhor o que tínhamos que fazer, ainda o que o caudal ofensivo não fosse por aí além. Houve excesso de rigor por parte do árbitro no início de jogo, com três cartões amarelos. "

As substituições na primeira parte: "Tinha que mexer na equipa por causa disso porque arriscava terminar em inferioridade numérica a primeira parte. Apesar disso, o Sporting também teve essa chance. Acho que o Nuno Almeida é dos melhores árbitros portugueses, mas houve excesso de rigor, depois foi difícil controlar as picardias, que fazem parte do futebol e complicam a arbitragem."