"Temos de perceber o porquê de não o fazermos sempre com este tipo de atitude"

"Temos de perceber o porquê de não o fazermos sempre com este tipo de atitude"
Redação

Tópicos

Sérgio Conceição realçou atitude da equipa, na vitória do FC Porto frente à Juventus., por 2-1.

Juventus: "Perceber o que foram os pontos fortes da Juventus. Roçou quase a perfeição. Não é normal a Juventus não criar oportunidades de golo e até aos 70 minutos quase não criou. Não estamos súper felizes, mas estamos contentes com a exibição que fizemos. Não festejamos vitórias, festejamos, sim, qualificações, se isso acontecer."

O FC Porto nunca venceu à Juventus nem nunca marcou: "Agora temos que perceber duas coisas. Isto não acabou, está a meio, e outra coisa é o porquê de não o fazermos sempre com este tipo de atitude. Estou a referir-me ao campeonato e, especialmente, ao último jogo. Já comentei com os meus jogadores. Uma equipa que quer estar em todas as frentes não pode mudar o comportamento de acordo com a competição ou a equipa. O comportamento tem que ser sempre este. A luta do treinador é essa. Manter sempre essa qualidade."

Mudar o chip: "Não é só da minha parte. Acho que é humano, porque também fui jogador e lutava muito contra isso. Um jogador quando é competitivo é sempre competitivo. Há jogos que têm mais mediatismo do que outros, há também um acumular de jogos . Tivemos cinco jogos em 15 dias, antes deste e os jogadores não são máquinas. Agora cabe-me a mim tê-los sempre num nível alto e passar-lhes que para nós, a nossa Champions é o campeonato."

Sérgio Oliveira e Matheus Uribe: "Fizeram um grande jogo. Mas tiveram grande ajuda. Havia sempre um avançado próximo do Bentancur ou do Rabiot. Queríamos na zona da bola ter superioridade numérica. O Matheus e o Sérgio fizeram um grande jogo, mas quero realçar a equipa porque fizeram um grande jogo."