Sérgio Conceição: "Os campeões são aqueles que continuam desconfiados..."

Sérgio Conceição: "Os campeões são aqueles que continuam desconfiados..."

Declarações de Sérgio Conceição, à Sport TV, após o Vitória-FC Porto (0-1), na 29ª jornada da Liga Bwin

O que falta: "Temos essas finais. Temos de pensar já no próximo jogo, contra o Portimonense. Temos de estar concentrados no próximo jogo. Estamos contentes pelo percurso [realizado], mas falta o mais difícil, que é a parte final [do campeonato]."

Sobre o jogo: "Isso era de esperar [um jogo intenso]. São duas equipas competitivas. Sabíamos da qualidade da equipa do Vitória e da sua equipa técnica, e também que íamos encontrar um ambiente forte com adeptos "apaixonados". Foi um jogo difícil, mas fomos um justíssimo vencedor. Criámos quatro ocasiões claras na primeira parte. Foi a mesma coisa na segunda parte. Se fôssemos eficazes, não teríamos de suportar o pressing final do Vitória, o que é perfeitamente normal, embora não me lembre de uma ocasião clara do Vitória. Poderíamos ter acabado o jogo com outros números."

A exibição: "Todos os jogadores cumpriram a missão. Houve momentos melhores e outros não tão bons. No geral, a vontade de fazer bem estava lá. Procurei dar alguma proteção ao Grujic, com o Fábio Vieira, o Vitinha e o Otávio quase num "losango" [a meio-campo], para termos os alas mais altos. Correu bem. Gostei muito da primeira parte. Na segunda parte, demos mais bola ao Vitória. O Pepa mudou um pouco a organização e tivemos alguma dificuldade. Pedi aos nossos alas para acompanhar as subidas do Vitória, o que eu não queria. A segunda parte não foi tão conseguida como a primeira."

Desconfiança: "É nestes momentos [de liderança] que deveremos estar desconfiados e alerta. Os campeões são aqueles que, nos momentos bons, continuam desconfiados ao máximo. Isso é percetível no que os jogadores nos dão nos jogos, principalmente nos treinos. Não temos nada ganho. Há este recorde [de 57 jogos consecutivos sem derrotas para a I Liga]] que tem significado, mas só se, no final da época, ganharmos o campeonato."

Sobre Taremi ter ido falar com o banco de suplentes: "Ele teve dúvidas em bater o penálti, e eu achei estranho. Disse que seria o Fábio Vieira a marcar, mas também não se sentia confiante. O Taremi falhou e depois saiu para descansar".