Sérgio Conceição lembra frases fortes de Futre: "Quando o FC Porto perde..."

Sérgio Conceição lembra frases fortes de Futre: "Quando o FC Porto perde..."

Treinador do FC Porto recordou com boa disposição duas expressões de Paulo Futre.

Parabéns ao FC Porto pelo 126.º aniversário e palavra aos adeptos: "Sinto-me sempre satisfeito por estar neste clube, independentemente do momento. Se me sentir bem só quando a equipa está bem... Eu gosto muito do FC Porto, já passei momentos mais difíceis e não é por aí. Foi essa paixão que tenho pelo clube que fez com que ultrapassasse esses momentos. Quero dar os parabéns ao FC Porto, a todas as pessoas que trabalharam neste clube e principalmente aos sócios, adeptos e simpatizantes que fizeram este clube ter uma marca muito própria".

Entrevista de Paulo Futre para destacar a forma de estar dos adeptos e da cidade em relação ao FC Porto: "O Rui [Cerqueira] teve oportunidade de fazer uma entrevista ao Paulo Futre, e ele teve duas expressões que gostei muito. Uma foi que quando o FC Porto perdia a cidade chorava. Isto é bastante forte e simboliza bem o que são os adeptos do FC Porto. E outra engraçada, que "quando no dia de jogo vou correr um bocadinho e as pessoas passam por mim, não é bom dia, é "é para ganhar", e é só isto, mas de forma agressiva. E eu "está bem, bom dia". Criou-se uma forma de estar nesta cidade muito própria. Só quem esta aqui percebe este sentimento. Muito forte, espero que muitos mais anos venham e com títulos".

Rio Ave forte contra equipas que tendem a assumir o jogo: "Estamos preparados para a equipa do Rio Ave naquilo que é identidade, o ADN. Nós também temos a nossa identidade, a nossa forma de jogar. Estamos preparados para esses aspetos positivos, inclusivamente o bom momento que atravessa".

Situações a corrigir: "Erros existem sempre durante um jogo, erros que fazem parte de uma desatenção, erros individuais, uma situação menos positiva de alguém. Ou erros de posicionamento, que têm a ver com a equipa. Já falámos sobre isso, acho que muito do que fazemos ofensivamente temos de perceber que há o momento da perda de bola e é preciso as equipas estarem equilibradas e preparadas para o adversário. Transições ataque-defesa, temos estado atentos a isso e outras situações. Quando a equipa tem bola, tentar criar situações diferentes, o que me deixou agradado no último jogo. Andamos sempre à procura dessa perfeição, de melhorar constantemente e que cada jogo seja o mais perfeito possível em todos esses momentos. Trabalhamos muito esse tipo de situações e queremos sempre aperfeiçoá-las ao máximo. O futebol decide-se muitas vezes nos detalhes, são extremamente importantes. Situações de uns metros, uma cobertura, uma chegada não feita da melhor forma. Vamos sempre a procura de melhorar esses tais erros. Com e sem bola. Faz parte do trabalho de todos os jogadores".