Sérgio Conceição e o abraço ao filho Francisco: "Ele ainda é um menino..."

Sérgio Conceição e o abraço ao filho Francisco: "Ele ainda é um menino..."

Declarações de Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, após a vitória por 3-2 sobre o Vizela, na 32.ª jornada da Liga Bwin.

Ser campeão no sofá ou em campo? "Prefiro é ser campeão. Para mim, isso não é importante."

Abraço a Francisco Conceição: "Às vezes dou abraços mais efusivos, outras vezes menos efusivos, mas não faço distinções dos jogadores. O Francisco é um menino... saltou para cima da mim e abraçou-se... ainda é um menino. Ainda pensa que tem 3 ou 4 anos. Entrou bem, como entraram os outros. E esse lance deu um golo importante num momento importante. Mas olho para o Francisco da mesma forma que olho para os outros. Se tiver de jogar, joga. Se não tiver de jogar, não joga. Se eu não conseguisse diferenciar o ser pai dele do ser treinador, pegava nas minhas malas e ia embora. Isso está muito claro no meu comportamento."

Pela primeira vez, 83 golos marcados no campeonato: "Temos uma riqueza muito grande no processo ofensivo. Não só na dinâmica coletiva, mas também em termos de individualidades. Temos qualidade e este ano, posso dizer, estamos um patamar acima [em relação às outras épocas]."