Sérgio Conceição após o FC Porto-Liverpool: "Este desastre, para mim, é vergonhoso"

Sérgio Conceição após o FC Porto-Liverpool: "Este desastre, para mim, é vergonhoso"

Declarações de Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, após a derrota na receção ao Liverpool (1-5) esta terça-feira, pela segunda jornada do grupo B da Liga dos Campeões.

Equipa de juniores: "Mesmo uma equipa de juniores, como a de sub-19 que hoje empatou com o Liverpool na Youth League, faria um pouco mais do que fizemos hoje. Fui eu que errei na equipa, Foi muito mau. Tenho de falar com o presidente, depois desta figura, perceber se os jogadores ouvem ou não o treinador"

Vergonhoso: "A diferença de valores existe e igualamos isso quando temos uma boa organização, quando há intensidade, a que esta prova, a melhor do mundo, merece. Eu não passei a mensagem da melhor forma e aconteceu este desastre. Este desastre, para mim, é vergonhoso"

Autocrítica: "Primeiro quero assumir aqui esta derrota pesada. Eu como o treinador sou o principal responsável disto. Dizer que, sim, foi um jogo para lembrar no futuro, percebendo que houve contrariedades que foram decisivas na minha opinião. No último momento do aquecimento o Pepe estava muito bem, mas um problema nas costelas ocasionou uma lesão muscular. Estava planeado na antevisão que se tivesse que jogar outro jogador seria o Fábio, que ainda não tinha minutos de jogo. Eu ia dar minutos de jogo para ele de outra forma e não desta. Infelizmente não tive tempo de fazer. Tive que ir para dentro desta mesma forma."

Golo de treino: "Entretanto, pouco depois de começar o jogo o Otávio também se magoou e aquilo que era o nosso equilíbrio no corredor central foi também importante para o lado negativo a saída dele. E depois houve o primeiro remate do Liverpool aos 17 minutos sai o golo. O golo foi mais de treino, mas treino de descontração e não de uma equipa que está a jogar a Liga dos Campeões. Não podemos sofrer golos desse género. Contra uma equipa como esta, tão incisiva no jogo... Perder bolas em zonas proibidas... Foi muito mal. Quero assumir essa responsabilidade. Temos muito que repensar se os jogadores estão dispostos a lidar com o treinador que tem".