"Se o árbitro tiver que dar 15 minutos de compensação, dá 15 minutos"

"Se o árbitro tiver que dar 15 minutos de compensação, dá 15 minutos"

No seguimento da entrevista rápida pós-jogo, Sérgio Conceição teceu críticas à arbitragem de Jorge Sousa no Marítimo-FC Porto.

Estado do relvado: "Temos que falar de há dois dias haver aqui um jogo de futebol feminino, permitem isso e depois querem espetáculos agradáveis. Não sei... Tem estado bom tempo na Madeira, os jogadores com muita dificuldade com o relvado, muita dificuldade mesmo".

Antijogo do adversário e compensação: "O jogo resume-se àquilo que foi alguma benevolência para com o antijogo por parte do adversário. O adversário fez cinco ou seis faltas seguidas e o árbitro não teve critério, penso que não houve o mesmo critério. Tínhamos que meter a bola dentro e concretizar as ocasiões que tivemos. Nós tivemos quatro ocasiões de golo, podíamos ter saído ao intervalo com outro resultado. Na segunda parte começou o festival, dos 45 aos 47 ou 48 minutos esteve um jogador do Marítimo no chão, depois o guarda-redes. Seis substituições são três minutos, 30 segundos por cada uma. Os adversários podem fazer o que quiserem para perderem tempo. Se o árbitro tiver que dar 15 minutos de desconto, dá 15. Foi um jogo difícil".

Importante manter a união: "O importante é que estejamos todos juntos. Não houve competência no máximo para meter a bola lá dentro. Agora, falta de dedicação, determinação, isso não houve. Gostamos de receber palmas quando ganhamos, todos juntos somos fortes. Dragões juntos somos fortes. Sei que agora nas redes sociais vou ser insultado e vou ser sincero, estou a c... para isso. Tenho o foco na minha equipa".