SAD do FC Porto anuncia o pagamento de juros de empréstimos obrigacionistas

SAD do FC Porto anuncia o pagamento de juros de empréstimos obrigacionistas

A FC Porto SAD vai pedir em assembleia geral de obrigacionistas o adiamento por um ano do pagamento das obrigações cuja maturidade pretende que passe para 9 de junho de 2021.

A SAD do FC Porto anunciou esta segunda-feira o pagamento dos juros referentes aos empréstimos obrigacionistas "FC Porto SAD 2018-2021" e "FC Porto SAD 2017-2020". No comunicado à CMVM, a sociedade portista refere que se trata de um valor o valor global de 1.575.000 euros que "já se encontra depositado na entidade bancária para fazer o pagamento"

COMUNICADO

"Futebol Clube do Porto - Futebol, SAD vem comunicar, nos termos do artigo 248º nº1 do Código dos Valores Mobiliários, que o montante dos juros referentes aos pagamentos a efetuar nos dias 8 e 9 de junho, dos empréstimos obrigacionistas "FC PORTO SAD 2018-2021" e "FC PORTO SAD 2017-2020", respetivamente, no valor global de 1.575.000€, já se encontra depositado na entidade bancária para fazer o pagamento aos Senhores Obrigacionistas. "

Recorde-se que a FC Porto SAD vai pedir em assembleia geral de obrigacionistas o adiamento por um ano do pagamento das obrigações cuja maturidade pretende que passe para 9 de junho de 2021.

O anúncio à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) foi feito em comunicado, pela SAD portista, após deliberação do seu Conselho de Administração.

A emissão em causa, que vence já em 9 de junho próximo, é de 35 milhões e tinha como pressuposto agora uma nova emissão, para seu pagamento, o que a FC Porto SAD admite não ser fácil, atendendo aos reflexos da pandemia de covid-19 no mercado.

"O que faríamos normalmente seria o lançamento de um novo empréstimo obrigacionista no mesmo valor e com a mesma taxa [4,5%], que é bastante boa. Já fizemos sete e sempre tivemos procura bastante superior à oferta. [...] Mas entendemos que o momento é demasiado incerto para tentarmos essa operação", explicou, na altura, Fernando Gomes, administrador financeiro daquela sociedade, em declarações a O JOGO.