Romário Baró com novo papel à vista no FC Porto: férias foram de... trabalho

Romário Baró com novo papel à vista no FC Porto: férias foram de... trabalho
Carlos Gouveia

Tópicos

Jovem trabalhou com um treinador pessoal nas férias para ganhar massa muscular e estar mais preparado na nova temporada.

Romário Baró passou as férias a trabalhar a parte física porque está apostado em voltar às opções de Sérgio Conceição. O jovem trabalhou com um treinador pessoal de forma a apresentar-se no Olival com mais cabedal e ser capaz de ganhar mais duelos individuais, sobretudo sabendo que Conceição o está a considerar para posições mais interiores, onde a capacidade de resistência ganha maior preponderância.

Na época passada, Baró arrancou em grande estilo, surgindo com alguma surpresa no onze em jogos importantes como o de Krasnodar ou no clássico da Luz. Depois teve duas lesões e acabou por perder protagonismo. Após a retoma, por exemplo, esteve em campo apenas um minuto... Ainda assim somou 18 jogos - dos jovens lançados por Conceição só Fábio Silva participou em mais - quase sempre atuando a partir da ala direita. Agora está a ser afinado como alternativa em posições interiores, por onde costumam andar Uribe, Sérgio Oliveira ou Otávio.

Na entrevista que concedeu a O JOGO, Sérgio Conceição confirmou que o está a trabalhar como "segundo médio", que foi, aliás, a posição que ocupou na formação. E nos dois últimos jogos de preparação, Baró jogou ao lado de Loum, precisamente como elemento mais adiantado do setor intermediário.

De forma a tentar evitar problemas musculares, como alguns que teve na época passada, e para estar mais forte fisicamente, Baró deu no duro num ginásio, na zona de Lisboa, durante as pouco mais de três semanas de férias concedidas por Sérgio Conceição. O jovem fez trabalho extra de reforço muscular, mas também de explosão e de agilidade, sob a orientação de um treinador pessoal, Tomás Machado, que também trabalha com Joelson Fernandes (Sporting), Pedro Pereira (Bristol) ou o surfista Frederico Morais.

No fundo, Romário Baró procurou melhorar vários aspetos que o podem ajudar a tornar-se ainda mais competitivo e capaz de aguentar os 90 minutos a um ritmo mais intenso, indo de encontro às exigências do treinador.

Para já, é certo que o jovem parte atrás nas escolhas de Conceição, que tem em Sérgio Oliveira, Uribe e Otávio os elementos melhores posicionados para serem titulares no arranque do campeonato.