Quintero: "No futebol não é tudo cor de rosa"

Quintero: "No futebol não é tudo cor de rosa"

Quintero diz estar a preparar-se para conseguir grandes feitos no FC Porto. Apesar de ninguém o ter confirmado no próximo plantel, o criativo explica por que razão acredita nisso

Quintero tenta convencer José Peseiro, mesmo desconhecendo se o ribatejano vai ser o treinador na próxima época. O colombiano tem, contudo, razões para acreditar que vai fazer parte do próximo plantel. "Voltei e sinto que tenho a confiança do presidente e dos adeptos. Falei também com o treinador e estou muito contente e entusiasmado. O resto já não depende de mim. Da minha parte, estou a trabalhar a cem por cento, com muita vontade", sublinhou à Rádio Blu, da Colômbia, que quis clarificar, com o próprio, que história é aquela de pretender trocar o futebol pela música.

O colombiano só pensa em afirmar-se de vez no futebol europeu, e a confiança de que terá nova oportunidade no FC Porto nota-se também quando o assunto são os Jogos Olímpicos. "Não sei se vou, porque é cedo e também depende do FC Porto, já que há Champions [play-off] nessa altura. Já se falou do tema, mas nada está decidido. Mas sim, tenho grandes expectativas para a competição", confirmou.

O ano está a ser muito negativo, mas Juanfer não dramatiza. "No futebol, não é tudo cor de rosa, mas também não é tudo negro. Um dia estás bem e, a seguir, tudo muda. Há toda uma aprendizagem. Agora tenho mais experiência e estou mais maduro. Mentalmente estou muito forte e muito confiante", assegura, sustentando, desta forma, a esperança que a tal fase cor de rosa volte. "Estou muito feliz por voltar ao FC Porto. É um grande clube, um clube histórico. As perspetivas são boas e estou entusiasmado. Estou a preparar-me bem para conseguir grandes feitos por este clube", continuou, garantindo que agora já sabe que, para se ter sucesso em campo, é preciso "misturar talento com responsabilidade."