PSP já identificou vários adeptos por suspeitas de insultos racistas para Marega

PSP já identificou vários adeptos por suspeitas de insultos racistas para Marega

RTP dá conta que são quatro os identificados.

A PSP identificou várias pessoas suspeitas de dirigirem cânticos e insultos racistas ao futebolista Moussa Marega no jogo entre Guimarães e FC Porto no domingo, confirmou à Lusa fonte daquela polícia. A mesma fonte, que não adiantou o número de suspeitos identificados até ao momento, adiantou que a PSP continua as diligências para recolher informações e identificar outros envolvidos nos cânticos racistas ao futebolista Marega. Segundo a Polícia, a PSP está utilizar todos meios legais ao dispor, como videovigilância e testemunha, para identificar os envolvidos.

De acordo com a RTP, são quatro os adeptos já identificados. "Vários outros são conhecidos das autoridades mas os nomes estão ainda por identificar", acrescenta a estação.

A fonte da Polícia de Segurança Pública disse ainda à Lusa que toda a informação recolhidas é enviada para o Ministério Público (MP) de Guimarães, no âmbito do processo crime, e para a Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto, que instaurou um processo contraordenacional.

No domingo, em Guimarães, durante um jogo da 21.ª jornada da I Liga de futebol entre o Vitória de Guimarães e o FC Porto, o avançado maliano dos 'dragões' Moussa Marega abandonou o jogo, após ter sido alvo de cânticos e insultos racistas por parte de adeptos da equipa minhota.

Vários jogadores do FC Porto e do Vitória de Guimarães tentaram demovê-lo, mas Marega mostrou-se irredutível na decisão de abandonar o jogo, tendo acabado por ser substituído, numa altura em que os 'dragões' venciam por 2-1, resultado com que terminou o encontro.

Ao abandonar o relvado, Marega apontou para as bancadas do recinto vimaranense, com os polegares para baixo, numa situação que originou uma interrupção de cerca de cinco minutos.

Na sequência deste incidente, o MP instaurou um inquérito.