Pinto da Costa: "Foram 40 anos de muitas canseiras, mas também de muitas vitórias"

Pinto da Costa: "Foram 40 anos de muitas canseiras, mas também de muitas vitórias"
Bruno Filipe Monteiro / Vanda Pinto

Tópicos

Declarações de Pinto da Costa, presidente do FC Porto, à margem do jantar que assinala os 35 anos desde a conquista da Taça dos Campeões Europeus, em Viena.

Difícil discursar: "Compreenderão que para mim é muito difícil neste momento dirigir-me a vós, porque fui convidado para homenagear os campeões de Viena e acabo por receber mais prendas do que se estivéssemos no Natal."

40 anos de muitas canseiras e muitas vitórias: "Queria começar por recordar uns versos que ainda há dias citei no museu, de Fernando Pessoa. 'Eu não sou nada, eu nunca serei nada, eu não quero querer ser nada, mas tenho em mim todos os sonhos do mundo'. Isto poderá resumir o meu pensamento de há 40 anos, quando aqui em Santa Maria da Feira foi lançado um movimento para encontrar uma nova direção, foi com esse espírito que eu em cima da meta aceitei ser candidato à presidência. Foi muito difícil. Foram 40 anos de muitas canseiras, de muitos trabalhos, mas de muitas vitórias e muitas alegrias. Como foram possíveis estes 40 anos? Fundamentalmente, no que a mim me diz respeito, porque não sendo nada, tinha em mim todos os sonhos do mundo. Sonhei que o FC Porto haveria de um dia ser o que é hoje. O meu mérito é apenas que soube em todas situações escolher o que melhor havia para o nosso FC Porto."

Sentimento: "Hoje sinto-me profundamente feliz. Não é por vocês estarem aqui comigo, é por recordar que há quatro anos, após quatro anos de insucesso, vocês estiveram aqui comigo. Foi esse incitamento, a presença de todos, que me motivou a continuar a lutar e a fazer tudo para cumprir a promessa de voltarmos aqui campeões. Estamos aqui hoje como campeões e a recordar os grandes campeões de Viena, quase na totalidade presentes, a demonstrar que apesar de a vida ter levado pergaminhos diferentes, no seu coração está o FC Porto, essa noite história, essa alegria infinita, esse ponto de viragem do FC Porto."