Pinto da Costa falou de Herrera e José Fernando Rio aponta outros erros

Pinto da Costa falou de Herrera e José Fernando Rio aponta outros erros

Um dia depois a entrevista de Pinto da Costa ao Porto Canal, o candidato José Fernando Rio pegou nas explicações sobre a saída a custo zero de Herrera

José Fernando Rio, candidato às eleições do FC Porto, marcadas para 6 e 7 de junho, aproveitou a entrevista de Pinto da Costa ao Porto Canal para voltar a criticar a gestão do atual presidente portista, em especial, as saídas de alguns jogadores a custo zero, nomeadamente Herrera.

"Nas palavras do atual presidente, em 2016 ofereceram 30 milhões pelo passe do Herrera, em 2018 ofereceram 25 milhões e ainda houve mais uma proposta de 20 milhões de euros. Em 2019 não foi possível renovar o contrato porque o jogador exigiu muito dinheiro e, consequentemente, saiu a custo zero", referiu José Fernando Rio.

"Pelo caminho contrataram-se, alguns com critério difícil de entender pelos adeptos, um sem número de jogadores para as equipas A e B que nunca se afirmaram na equipa principal, venderam-se joias da formação e não se cumpriu a promessa de reduzir os custos com o plantel feita pela administração da SAD em 2016", acrescentou antes de referir a situação financeira da SAD portista. "Não está difícil por acaso. A situação financeira da SAD reflete as opções desportivas e de gestão dos últimos anos."

Publicação no Facebook de José Fernando Rio

"CAROS PORTISTAS:

Apenas vencemos um campeonato nos últimos seis anos.

Dos últimos 26 títulos disputados internamente apenas vencemos três!

Nas palavras do atual presidente, em 2016 ofereceram 30 milhões pelo passe do Herrera, em 2018 ofereceram 25 milhões e ainda houve mais uma proposta de 20 milhões de euros.

Em 2019 não foi possível renovar o contrato porque o jogador exigiu muito dinheiro e, consequentemente, saiu a custo zero.

Pelo caminho contrataram-se, alguns com critério difícil de entender pelos adeptos, um sem número de jogadores para as equipas A e B que nunca se afirmaram na equipa principal, venderam-se joias da formação e não se cumpriu a promessa de reduzir os custos com o plantel feita pela administração da SAD em 2016.

A situação financeira da SAD não está difícil por acaso. A situação financeira da SAD reflete as opções desportivas e de gestão dos últimos anos.

É neste caminho que queremos continuar?

MUDAR PARA VENCER!

Lista C"