Pinto da Costa e o título do FC Porto: "Contra factos não há argumentos"

Pinto da Costa e o título do FC Porto: "Contra factos não há argumentos"

Depois da conquista do campeonato, o FC Porto vai ainda disputar a Taça de Portugal (no domingo, frente ao Tondela). Pinto da Costa fala numa satisfação imensa pela conquista do principal objetivo.

No editorial da revista Dragões de maio, publicada esta quarta-feira, Pinto da Costa, presidente do FC Porto, abordou, naturalmente, a conquista do 30.º título de campeão nacional por parte dos azuis e brancos, fazendo um resumo da temporada. "Contra factos não há argumentos" é o título da crónica escrita pelo dirigente portista.

"Nada me dá mais satisfação do que chegar a maio e poder escrever nesta página que atingimos o nosso principal objetivo: sermos campeões. A felicidade que sinto não é individual. O que me move não é poder dizer que ajudei a ganhar mais um campeonato, até porque nem sei de cor a contabilidade dos títulos a que estou ligado. Fico genuinamente contente por saber que o FC Porto fica com um palmarés mais rico, por constatar que o trabalho dos nossos jogadores, treinadores, dirigentes e funcionários é recompensado com aquilo que mais ambicionavam, por saber que há muitos adeptos que passam por situações difíceis e que por momentos têm uma vida um bocado melhor por causa deste sucesso", começa por referir.

"Antes de escrever este texto reli os outros que publiquei nesta mesma página desde que começou a temporada. Em julho, tracei o objetivo de "ganhar jogos e troféus e fazer do FC Porto um clube ainda maior". No mês seguinte, afirmei que "só pensamos em vencer", enquanto em setembro constatei que "no arranque de 2021/22 estamos mais fortes do que no encerramento de 2020/21". Em outubro, notei que os que já nos afastavam da luta pelo título "não aprenderam nada com o que se passou em épocas bem recentes". Destaquei, depois, que éramos líderes invictos em todas as modalidades e terminei o ano a partilhar a "expectativa, esperança e convicção" de que o FC Porto estava "bem encaminhado" para conquistar o campeonato e a Taça de Portugal. Em janeiro, escrevi que acreditava que 2022 seria "recheado de êxitos", e em fevereiro reforcei que "a qualidade com que se trabalha neste clube deixa-nos sempre mais perto de ganhar do que de perder". Em março deixei um alerta: "Nada está conquistado até estar efetivamente ganho". E completei: "É a continuar a trabalhar muito e bem que, acredito, vamos chegar aonde queremos"", detalha o líder máximo do FC Porto, antes de deitar uma nota aos "comentários" feitos em "algumas televisões" a respeito dos dragões.

"Não tenho dotes de adivinhação nem a pretensão de achar que vejo à frente dos outros. Se escrevi o que escrevi e se o que escrevi bateu tudo certo, é porque sei bem que no FC Porto se trabalha muito e com muita qualidade. É a confiança na nossa estrutura e nos nossos profissionais que fundamenta a minha convicção de que a probabilidade de termos êxito é sempre grande. E acredito nisso independentemente dos comentários que, segundo me dizem, se vão fazendo em algumas televisões por quem não sabe nada sobre aquilo de que fala. Sobre isso, disse tudo o nosso capitão Pepe: "Alguns iluminados em vários programas, que, se calhar, nunca deram um pontapé numa bola quiseram manchar o nosso trajeto. 58 jogos sem perder, defesa menos batida, melhor ataque, recorde de pontos... contra factos não há argumentos. Continuem, porque é assim que nos alimentam para lutarmos contra tudo e contra todos". E nunca deixaremos de lutar", termina Pinto da Costa.