Pinto da Costa e o processo a Sérgio Conceição: "Lembro-me que tínhamos medo de falar por causa da PIDE"

Pinto da Costa e o processo a Sérgio Conceição: "Lembro-me que tínhamos medo de falar por causa da PIDE"

Pinto da Costa, à margem da cerimónia que recordou José Maria Pedroto - faleceu há 36 anos, a 7 de janeiro - referiu-se ao processo aplicado a Sérgio Conceição pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol instaurou um processo disciplinar a Sérgio Conceição "por inobservância de outros deveres relacionados com declarações proferidas em conferência de imprensa de antevisão a jogo oficial".

Em causa, sabe O JOGO, está a posição assumida pelo treinador do FC Porto, antes da receção Marítimo (3 de outubro), sobre o comportamento a adotar pelos árbitros perante o antijogo, em particular o tempo de compensação e os cartões amarelos no final das partidas. "Não quero que mostrem amarelos aos nossos adversários nessa altura, não vale a pena", afirmou, na altura. A decisão foi tomada pela Secção Profissional do CD, a 31 de dezembro, na sequência de um processo de inquérito tramitado na Comissão de Instrutores da Liga. O processo foi reenviado ontem à Comissão de Instrutores.

Um dia depois, à margem da cerimónia que recordou José Maria Pedroto - faleceu há 36 anos, a 7 de janeiro -. Pinto da Costa foi questionado sobre o processo disciplinar instaurado a Sérgio Conceição.

"Sabe, apetecia-me falar e muito, muito, muito. Mas não vou falar. Lembro-me desde criança que ouvia falar que havia gente que tinha problemas com a PIDE por falar e habituei-me que mesmo quando quero falar muito, muito, muito, não falar. É por isso que não vou falar, porque lembro-me dos tempos de criança em que tínhamos medo de falar por causa da PIDE", disse o presidente do FC Porto.