Pinto da Costa e ausência de adeptos: "Até o secretário de Estado do Desporto acha inacreditável"

Pinto da Costa e ausência de adeptos: "Até o secretário de Estado do Desporto acha inacreditável"

Pinto da Costa falou no Museu do FC Porto após a entrega dos troféus de campeão e da Taça de Portugal

Fim dos programas com adepto: "Fui sempre contra eles, sempre, não é de agora. Sempre achei que estavam lá pessoas ditas adeptas sem qualquer conhecimento de futebol. Fui sempre contra esses programas e mais quando todos souberam que havia cartilheiros que reuniam com um tipo e depois diziam todos a mesma coisas em canais diferentes. Estava lá gente que se dizia do FC Porto, mas que não tinham o nosso acordo, nem nos quais nos reviam, no que diziam ou nos seus comportamentos"

Independência e correção: "É um falso problema. Ainda ontem na SIC Notícias, canal do senhor Ricardo Costa, pessoa que prezo, acabou com esses programas, mas mantém lá os ditos independentes. Olhe, o senhor do xeque mate é um comentador da SIC Notícias. Acabou com um dos cancros e mantém outros. Vai dar ao mesmo. O FC Porto ganhou a taça e na SIC Notícias houve um comentador que gastou largos minutos a censurar o Sérgio Conceição, atribuindo-lhe falta de desportivismo por não aparecer na sala de imprensa. Isto é ignorância, além de má fé. Ele devia saber que um treinador expulso não pode ir à sala de imprensa nem falar no final do jogo. Pode criticar por ter sido expulso, mas o resto é a prova que acabar com esses programas não resolve os problemas em termos de independência e correção"

Sem adeptos nos estádios? "As pessoas responsáveis com quem já falei, até mesmo o secretário de Estado do Desporto, todas elas acham inacreditável que o estádio estivesse sem público. Toda a gente acha que não faz sentido, que é injusto e que vai levar os clubes à falência, como já aconteceu com o Aves. O Aves estava à espera dos jogos com FC Porto e Benfica para pôr as contas em dia. Isto é não ligar ao futebol, permitem público nas touradas e espetáculos em sala. Eu só queria entender, mas ninguém explica. Este país está sem rei nem roque. Não haver adeptos é um absurdo, alguns dizem que é uma estupidez. Em Paris, onde a situação é pior, a final da taça permitiu 10 mil adeptos e não houve problema"

DECLARAÇÕES AO PORTO CANAL