Pinto da Costa critica o Governo

Pinto da Costa discursou esta noite nas comemorações do 100º aniversário da AF Porto e foi particularmente crítico para com o Governo. Na mira do presidente dos dragões esteve o aumento do IVA dos bilhetes de futebol, mas também o oportunismo de quem, na sua opinião, se colou à prata de Fernando Pimenta e Emanuel Silva nos Jogos Olímpicos.

O líder portista começou por ironizar quanto à quesão do IVA. "Temos um Governo que permitiu que o IVA dos bilhetes de futebol passasse de cinco para 23 por cento. Um adepto que vá comprar um bilhete para acompanhar a Seleção paga de IVA 23 por cento. Noutro dia disse a um governante que já tinha resolvido o problema: como os filmes pornográficos só pagam seis por cento de IVA, vou passar a vender os bilhetes como se fosse para filmes pornográficos e depois troco-os por bilhetes para futebol", registou antes de concluir: "Isto demonstra a insensibilidade e o desprezo com que o futebol é tratado."

Mas Pinto da Costa foi mais longe, questionando também o aproveitamento da medalha de prata conquistada esta semana em Londres. "Pergunto se alguém fez alguma coisa pela canoagem. Ganhámos a medalha de prata e a primeira notícia que vi foi a de que o Presidente da República saudou efusivamente os vencedores; que o Primeiro-Ministro saudou os vencedores; e que António José Seguro, da oposição, também saudou os vencedores. Eu acho que eles, não fosse o Carlos do Carmo a cantar a "Canoas do Tejo", nem sabiam que havia canoas e canoagem", atacou, acrescentando: "Na hora da vitória apareceram todos para ficar na fotografia."

Durante o discurso, o presidente do FC Porto disponibilizou ainda a equipa de futebol para um encontro de solidariedade a inserir no calendário das comemorações do centenário da AF Porto, fazendo questão de evocar a memória e a obra de Adriano Pinto, antigo presidente da Associação.