"Pinto da Costa abordou-me, mas no futebol, só mesmo como treinador..."

"Pinto da Costa abordou-me, mas no futebol, só mesmo como treinador..."

Pinto da Costa tentou que Jesualdo Ferreira continuasse ligado ao FC Porto, mas não como treinador.

Em 2010, o FC Porto perdeu o campeonato. Foi o ano do túnel da Luz e dos castigos a Hulk e a Sapunaru, que fragilizaram a equipa durante um largo tempo. Depois de ter ganho três campeonatos, duas Taças de Portugal e uma Supertaça Cândido de Oliveira, Jesualdo Ferreira saiu do FC Porto. Ficou uma eterna relação de simpatia com os adeptos e foi uma saída a bem do clube. Pinto da Costa ainda tentou que o professor ficasse, mas noutro cargo... "É verdade que o presidente me abordou no sentido de eu continuar no clube com outras funções, como diretor técnico suponho, mas a minha resposta foi muito simples: no futebol, só mesmo como treinador... e ainda cá ando, já lá vão 11 anos", aponta.

Jesualdo Ferreira só tem a dizer bem da ação de Pinto da Costa como presidente. "Faz as coisas na base da confiança e para um treinador sentir a confiança do presidente é meio caminho andado para o sucesso. E o presidente do FC Porto sempre soube transmitir essa confiança desde o primeiro dia, desde aquela missão que me deu de ir falar com o João Loureiro, presidente do Boavista, para lhe comunicar o convite que tive para treinar o FC Porto, quando já estava a trabalhar no Bessa", recorda, antes de rematar: "Há uma coisa que eu concluo em jeito de balanço: 40 anos como presidente de um clube pode não ser difícil, mas 40 anos no cargo e a ganhar, isso sim, tenho dúvidas que alguém no mundo consiga, como consegue Pinto da Costa", sublinha o agora treinador do Zamalek.

Não perca a restante entrevista a Jesualdo Ferreira a propósito dos 40 anos de presidência de Pinto da Costa: