Premium Panamá foi pau de dois bicos para Telles e Militão: a exibição dos portistas à lupa

Panamá foi pau de dois bicos para Telles e Militão: a exibição dos portistas à lupa
Bruno Filipe Monteiro

Tópicos

O lateral e o central jogaram os 90 minutos e acabaram por ter exibições positivas numa tarde sem brilhantismo do Brasil. Terça-feira há novo particular em Praga, mas já não deverão atuar

Tite queria que Alex Telles e Éder Militão jogassem como fazem habitualmente no FC Porto e a verdade é que a dupla esteve perto de evitar o dececionante empate (1-1) do Brasil com o Panamá, num lance saído do laboratório do Olival. O jogo estava já no período de descontos quando Philippe Coutinho deu ao lateral-esquerdo a oportunidade de bater uma bola parada. Alex levantou junto à linha de fundo para o coração da área, onde Militão ganhou nas alturas aos centrais da seleção da América Central e cabeceou por cima da baliza, a mesmo onde havia marcado ao Marítimo há apenas uma semana. Foi a última oportunidade de um encontro em que a canarinha teve mais posse de bola e até criou mais ocasiões - chegou a acertar na trave, por Casemiro -, mas em que revelou muitos problemas para furar o bloco defensivo dos panamenses.