"O Sérgio Conceição a tentar agarrar-me e eu só pensava em extravasar"

"O Sérgio Conceição a tentar agarrar-me e eu só pensava em extravasar"
Francisco Sebe

Tópicos

Artur, antigo jogador brasileiro do FC Porto, sabe o que é bater o pé ao Milan. Triunfo de 1996 está bem fresco na memória.

Artur foi autor de um dos golos do histórico triunfo do FC Porto em 1996 no reduto do Milan (2-3) - Jardel marcou os outros dois -, para a Liga dos Campeões. Eleito pelo ex-futebolista "um dos golos mais marcantes" da vida dele, o antigo craque foi capaz de recontar toda a jogada que, na altura, resultou no 1-1 em San Siro.

"Cruzamento do Fernando Mendes, driblo o Maldini e a bola ainda toca na mão do Rossi. Só queria correr. O Sérgio Conceição a tentar agarrar-me e eu só pensava em extravasar", recorda.

O FC Porto acabaria mesmo por triunfar (2-3) e o significado do triunfo foi "enorme", pois "uma vitória valia muito dinheiro e o Milan tinha Maldini, Boban e Weah". Sempre que está na Invicta, Artur é interpelado por adeptos portistas que não esquecem o momento. "Na minha última ida a Portugal, uma comerciante até ficou emocionada: "Nunca vou esquecer o golo em Milão. Estava a ver o jogo com o meu pai, no sofá, e foi uma alegria", disse-me", conta o antigo atacante ao nosso jornal.

Veja o resumo da partida de 1996:

Não perca a entrevista completa a Artur: