O que diz Sérgio Conceição sobre o processo instaurado pela UEFA ao FC Porto

O que diz Sérgio Conceição sobre o processo instaurado pela UEFA ao FC Porto

UEFA instaurou um processo disciplinar ao clube azul e branco por alegados insultos racistas.

Possibilidade de chegar ao golo 500 como treinador: "Muito sinceramente, não ligo a nada disso. Se um golo der para ganhar o jogo, fico todo contente. Se ganharmos amanhã fico todo contente. Atingirei essa marca, ficarei contente, mas mais ainda por ganhar e fazermos os três pontos".

Eficácia defensiva do FC Porto: "Tem a ver com a equipa. Por vezes, nós podemos pensar de uma forma mais fácil, dizer que sofremos golos por causa da linha defensiva, mas a eficácia defensiva tem a ver com toda a equipa, começa lá na frente e vocês sabem. A nossa eficácia defensiva começa nos avançados. Não só no momento da recuperação de bola, mas também no equilíbrio defensivo. A transição ataque-defesa tem de ser mais eficaz. Há aqui pormenores que têm de ser ajustados, tem a ver com a forma como atacamos. As coisas estão associadas, os dois momentos, mas a ocupação de espaço em termos ofensivos faz com que a equipa se exponha mais defensivamente".

Dificuldades no campeonato: "Acho que é dentro da mesma linha do ano passado. Cada vez mais é difícil ganhar campeonatos sem derrotas, ou com uma ou duas derrotas. As equipas estão muito competentes, podia dar quatro ou cinco exemplos de equipas que começaram muito bem o campeonato. Há qualidade nas equipas técnicas e na formação dos plantéis. Cada vez mais difícil chegar ao fim do campeonato com 88 pontos, que conseguimos como fomos campeões".

Processo disciplinar: "Eu já passei por vários campeonatos, como jogador e como treinador, fui adjunto na Bélgica e fui treinador principal no Nantes. Não vejo no nosso país que haja racismo ou esses insultos a pessoas de outras cores ou de outras nacionalidades. O que posso dizer é que controlo o que se passa em campo, mas não acredito que isso exista fora dele".