"O onze base do FC Porto começou a sentir cansaço e vocês viram a diferença"

"O onze base do FC Porto começou a sentir cansaço e vocês viram a diferença"

Sérgio Conceição falou aos jornalistas depois do empate do FC Porto com o Sporting, em Alvalade, na quarta jornada da I Liga

Análise: "Merecíamos mais do que o empate. Não há vitórias morais. Temos que fazer mais para ganhar jogos. Ser campeões nacionais faz parte do passado. Temos que fazer mais em campo do que o que fizemos hoje. A equipa esteve bem em grande parte do jogo mas houve momentos que não gostei. Isto não é qualquer tipo de desculpa, mas não estou contente com o resultado."

Reação da equipa: "O onze base começou a sentir cansaço e vocês viram a diferença de quem estava dentro e de quem estava fora, quando entraram. Os jogadores que vêm para o nosso campeonato têm de perceber o que é jogar no FC Porto. Falo da equipa e de nenhum jogador em concreto. O FC Porto não pode vir a Alvalade e ficar satisfeito com o empate. Foi uma semana difícil, com jogos de seleções, jogadores a chegar poucos dias antes do jogo... Já falei sobre isso na antevisão. Estou aqui para assumir que o empate não nos deixa contentes."

Curto tempo de adaptação: "[Adaptar os jogadores] Faz parte do que é o nosso trabalho. Eles devem tentar perceber, enquanto jogadores e com a experiência que têm, o que é o FC Porto. O FC Porto não é diferente de outro clube, mas será diferente na exigência e na paixão. Um jogador que não viva a sua profissão com intensidade, prazer e alegria, sendo um privilegiado, por muita qualidade que possa ter nunca chegará ao patamar que pode chegar."

Reforços precisam de tempo: "A muitos dos jogadores, hoje em dia, falta-lhes essa paixão no olhar. Isso faz a diferença, pois a qualidade está lá. Não é fácil perceber o que é o FC Porto. Somos muito exigentes, rigorosos, tiramos os jogadores da zona de conforto. Isso leva o seu tempo. Cada jogo é disputado para ganhar. Nota-se a diferença de alguns jogadores em campo, não é porque não querem ou porque não sabem [jogar], mas porque precisam de tempo de adaptação."