"O míster disse-nos para para não entrarmos em stress", explicou Danilo

"O míster disse-nos para para não entrarmos em stress", explicou Danilo

O FC Porto conquistou pela 17.ª vez a Taça de Portugal , ao vencer o Benfica, por 2-1, conseguindo a dobradinha. No final do jogo em Coimbra, Danilo destacou-se o que se passou no intervalo

Sentimento pela medalha ao peito: "É sempre um momento especial, já não conquistávamos esta taça há algum tempo e é sempre bom ter esta medalha ao peito. Foi uma época de muito sofrimento, felizmente conseguimos esta vitória, muito sofrida. Ficamos reduzidos a dez elementos mas continuamos focados."

Reação à expulsão de Luis Díaz: "Estávamos bem no jogo, muito bem antes da expulsão. Tivemos situações em que podíamos ter finalizado mas não conseguimos. Depois de o Díaz ser expulso sabíamos que ia ser muito difícil, mas o míster disse-nos para estarmos tranquilos, para não entrarmos em stress, porque se fizéssemos golo íamos mudar o jogo e acabou por acontecer isso.

Mbemba: "Dei-lhe os parabéns, não é fácil um defesa ser o nosso marcador nesta final, conseguiu marcar dois golos, uma coisa inédita. Teve a capacidade de aparecer duas vezes na hora certa. É um grande jogador."

Plantel para a história? "Tem de ficar, não só pela dobradinha que há muitos anos não conseguíamos. Temos de ficar na história, como é óbvio. Plantel muito lutador, não desistiu, apesar das dificuldades."